O Windows 10 “Mobile” realmente precisa de aplicativos Android?

By -

Vários rumores sugerem que o Windows 10 “Mobile”, terá suporte a aplicativos do Android. E é até plausível o porquê. Enquanto aparelhos com Windows Phone continuam a vender mais a cada ano, aparelhos com iOS e Android vendem mais ainda. Aí que mora o problema. A Microsoft precisa fazer as pessoas querem um Windows Phone e deixar a história de poucos aplicativos de lado. Como resolver? Aparentemente e é um tanto quanto óbvio, o “Plano A” do chefão da Microsoft, Satya Nadella são os Aplicativos Universais.

Um jornalista na conferência de ontem perguntou ao Nadella:
“Vocês estão para trás quando o assunto é aplicativos, e quando tem aplicativos eles estão desatualizados e/ou não estão tão bons quanto a versão do Android e iOS. Como vocês vão resolver isso?”

“Estamos praticamente no zero quando se trata de dispositivos móveis. O fato é que nos computadores nós temos um alto marketshare […]” Responde, Nadella.

Deixando de forma mais simples, atualmente o Windows 8 e Windows 8.1 possui cerca de 16% de marketshare, contra 52% do Windows 7. E mesmo no Windows 8, muitas pessoas não utilizam a Loja para baixar aplicativos modernos, pois muitos não utilizam. E é aí que entra o Windows 10. No Windows 10 aplicativos modernos são tratados como programas comuns, ou seja: Você pode redimensionar para qualquer tamanho. Há também a volta do menu iniciar (o que deve acabar com a desculpa para não utilizar o Windows 10), DirectX12, jogar jogos do Xbox One no Windows 10 e diversas novidades para pegar área de qualquer tipo de público. E muitas novidades ainda virão.

A atualização é gratuita* para quem utiliza o Windows 7 e Windows 8.1, e por isso deve aumentar o marketshare do Windows 10 (PCs) de forma muito grande. Você poderá atualizar para o Windows 10 pelo Windows Update, por exemplo.

No total, o Windows (PCs) tem cerca de 1.5 bilhões de usuários. Agora imagine se ao menos uma boa parte utilizassem o Windows 10?

Se o Windows 10 “Mobile” tem poucas pessoas, isso não irá importar aos desenvolvedores, já que você poderá fazer aplicativos para a enorme base de usuários do Xbox One e Windows “PCs”, e consequentemente para o Windows 10 “Mobile” por causa dos Aplicativos Universais. E até por isso a Microsoft retirou o nome “Phone” e até mesmo o “Mobile”. É apenas uma plataforma, uma Loja. Ou seja, se o Windows 10 “PCs” fizer sucesso, o Windows 10 “Mobile’ vai emplacar junto justamente por causa da Loja unificada.

Para dar mais um exemplo, quando se cria um site, os criadores se preocupam com que sistema vai rodar? Não. Pois roda em qualquer um, então não importa se usuários do Linux são minúsculos ou se o ano vai chegar. O que importa é que você vai criar uma vez, e rodar em todos navegadores em todos os sistemas operacionais. O máximo, são apenas algumas pequenas modificações para cada navegador. E o mesmo acontecerá para com o Windows 10.

Então, não. O Windows 10 não precisa de aplicativos Android.

Um código – Windows 10. Até mesmo na Microsoft Hololens. Sim, os aplicativos universais também funcionarão como hologramas.

Windows-10_Product-Family

 

Vitor Mikaelson

  • Alan Alves

    Sempre acreditei nesta forma de pensar.
    Excelente matéria.